um casamento indiano não pode passar sem os rituais. De modo geral, são quatro dias de festividades, que incluem a participação dos membros familiares de ambas as partes.

Adotamos um formato que melhor convém ao nosso público, sem deixar de lado seu aspecto simbólico e espiritual.

Griha Shanthi (opcional): na manhã precedente ao dia do casamento, o casal visita um templo e pede a bênção espiritual e invoca auspiciosidade.
Mehfil: a festa na noite anterior ao casamento. Os homens vão para uma festa própria, estilo despedida de solteiro. As mulheres vão para a sua, onde há danças e música. É ali que lhe é aplicada a Mehendi, ou Henna, nas mãos.
Baraat, a procissão: o cortejo segue com a opulência de elefantes, camelos, soldados montados em cavalos, banda de música, tochas, além de muita pompa e cores. Os noivos montam em elefantes altamente decorados com assento real e mantos bordados a ouro, seguidos por músicos e dançarinos, em um cerimonial que recria o passado da realeza. Ao chegar ao local, há uma chuva de pétalas de flores e recepção de boas vindas.
Jaimal ou Varmala, a Cerimônia: Acontece no jardim, com o cenário do palácio ao fundo. Os noivos entram por lados opostos e sobem ao palco, ou mandaap, um pequeno pavilhão altamente decorado de flores, e nesse momento trocam guirlandas. O sacerdote executa a cerimônia, que inclui oblações ao fogo e purificação de karma. O casal dá sete voltas ao redor do fogo, aceitando os novos votos da vida de casado.
Em seguida é servido um banquete e dado início aos rituais comemorativos junto aos convidados. Preparem-se para dançar muito e tirar muitas fotos, afinal vocês vão vivenciar um momento histórico. Sintam-se abençoados, pois poucas pessoas no mundo têm direito a algo tão especial.